sábado, 16 de julho de 2016

A alma por trás de... Jay C


Jay C


Cinco lugares… Uma mesa à portuguesa preparada para cinco lugares… Olho para a mesa e sinto-me feliz. Já há muito tempo que não me sentia assim. Há muito tempo que não conseguia estar com as minhas princesas. Tiro o frango com batatas assadas do forno e coloco sobre a mesa. Dou uma última olhada e faço uma “check-list” mental para me certificar de que não falta nada. Dirijo-me à televisão e desligo o canal Panda. Vamos todos para a mesa e carrego a mais pequena no colo… Sento-me à cabeceira da mesa, com a mais nova do meu lado, e sinto-me um pai babado. Abençoado por estes presentes que Deus me deu…
Gostaria de passar mais tempo com elas, gostaria de abraçá-las sempre que me apetece, mas não posso. O meu sonho escolheu-me desde que eu nasci e desde que eu me conheço como pessoa que o sigo. Desde pequeno que a minha paixão pela música, ou melhor, a paixão da música por mim, sempre levou a melhor. Estar no palco, é parte de mim. Seguia o meu pai para todo o lado, ele actuava em bandas, e sempre soube que ali era o meu lugar. No palco…
O meu pai… Sempre me apoiou. Foi o meu maior apoio, o meu grande seguidor. Incentivou-me desde pequeno e chegou até a inscrever-me num programa de televisão, Os Principais, quando tinha 11 anos. O que eu senti quando ganhei o concurso deu-me ainda mais a certeza de que esse era o caminho certo para mim. O meu pai… aprendi com ele a ser o pai que sou, e quero estar do lado das minhas filhas da mesma forma que ele esteve do meu… Olho para elas uma vez mais e sinto um aperto no peito… Quero muito ser um bom pai. Por elas não posso desistir dos meus sonhos, por elas tenho de continuar a lutar para ser o Jay C. Por elas… Que lição lhes estaria a ensinar se desistisse de um sonho que me escolheu a mim há tantos anos atrás?
Por elas tenho de continuar… Houve uma altura na minha vida em que tive que optar. Para além de ter a paixão pela música tinha também uma paixão pelo futebol. Cheguei a ser federado no Alcochetense mas optei pela música. Nessa altura o meu pai não concordou com a minha decisão e começamos a chocar. Fico feliz de não ter desistido, de ter mostrado ao meu pai que sou feito da mesma fibra lutadora que ele e sei que hoje ele está orgulhoso de mim. E quero que as minhas filhas saibam disso, quero ensinar-lhes a seguir em frente, a nunca desistirem dos seus sonhos.
As meninas conversam animadamente e, uma vez mais, sinto-me ligeiramente sozinho. Falta uma peça neste quadro. Falta uma mulher do meu lado. Sempre fui um eterno apaixonado, romântico, e sempre me orgulhei de fazer gestos bonitos pelas mães das minhas filhas. Já quando era miúdo pegava na guitarra e cantava serenatas às meninas. Até cheguei a faltar às aulas para estar com elas a tocar guitarra. Um eterno rebelde e um eterno romântico. A solidão hoje assola-me em momentos como este, momentos em que estou com as minhas meninas e sinto-me em família. Contudo, quem segue os seus sonhos cedo aprende que há sacrifícios a fazer… Cedo entende que nem sempre quem está ao nosso lado entende a necessidade de continuar o nosso caminho mesmo quando este parece mais íngreme e difícil. Nunca consegui desistir de seguir o sonho que me escolheu e quem esteve do meu lado não compreendeu ou não se identificou com o caminho que decidi seguir. Sacrifícios…
Acabamos o jantar e uma a uma as meninas retornam para as suas mães. 
Novamente sozinho… Dou um jeito à cozinha e fecho-me no quarto, transformado em estúdio, a trabalhar. O álbum “Finalmente” está nas lojas e a ser divulgado como sempre sonhei mas a luta continua. Lançar este álbum sempre foi o meu maior desafio mas acredito que é apenas o início. Um álbum que é o culminar de anos de trabalho constante… Finalmente… "Finalmente" está cá fora mas há que continuar. A necessidade de seguir este caminho longo, que tenho à minha frente, dá-me a energia para continuar. O próximo álbum terá de ser um pouco mais de mim, virado para o estilo que mais me identifica, Soul e R&B, com a maioria das músicas produzidas por mim. Para a frente é o caminho… A noite já vai avançada e sinto o cansaço a apoderar-se de mim. Deito-me na cama e fecho os olhos… Assobio e vem-me um novo som à cabeça. Levanto-me a correr e faço uma pequena gravação para não esquecer a ideia. Volto a deitar-me e desta vez adormeço que nem uma pedra. Amanhã é outro dia e para a frente é o caminho… Para a frente é o caminho…


Adelaide Miranda, Julho de 2016

Contatos
O cantor está disponível para espetáculos, entrevistas, etc.


www.facebook.com/jaycoficial

Www.instagram.com/jaycoficial



Links

https://soundcloud.com/jaycoficial

VAI DAR BUM COM QUASE 500.000 VIEWS YOUTUBE
https://www.youtube.com/watch?v=h7svnWEFnd8
Link VIDEO VAI DAR BUM 1º LUGAR TOP K (JAN 2016)
https://www.facebook.com/OHtv.pt/videos/958956964153251/

Sem comentários:

Enviar um comentário