sexta-feira, 24 de novembro de 2017

A Alma Por Trás de... Kelly Silva

A Alma Por Trás de... Kelly Silva



Kelly, com as mangas arregaçadas e as famosas meias brancas, dançava em frente ao espelho ao som de Michael Jackson, “Whose Bad?”. A música e o ritmo vibravam por todo o seu corpo e ele não conhecia sensação no mundo melhor que essa. Tinha, apenas três anos, mas já sabia o que queria para a sua vida. Música. Dança. Entretenimento.
 Cresceu em Angola. Aperfeiçoou a dança em casa, nas festas, no quintal... Debaixo do sol quente, com os calções coçados e suados, Kelly, trepava para cima de telhados e fazia deles o seu palco. Nasceu artista. Deus deu-lhe essa dádiva. Teve o privilégio de não ter de aprender a sua profissão. Nasceu com ela bem fincada nas veias. Nasceu com os sonhos bem delineados. Nasceu com a música e a dança no corpo e Deus no coração.
Kelly, não caminhou aos trambolhões e com incertezas. A única certeza na vida é que iria viver do seu talento para entreter e alegrar as pessoas. Cada passo que deu, cada rota que definiu foi sempre com essa meta no horizonte. Juntou-se a um grupo de dança sabendo que seria uma catapulta para a carreira de cantor. As horas em frente ao espelho e o seu talento nato cedo deram frutos. Kelly, ainda mesmo antes de ser conhecido ao público, já era conhecido aos vizinhos e no mundo dos músicos.
Cresceu, rodeou-se de pessoas que entendiam o seu propósito. Namorou... Noivou. O pai, preocupado, perguntou à noiva se ela estava preparada para entrar no mundo de Kelly. Porque, Kelly, sempre seria artista, sempre iria trabalhar largas horas, sempre iria passar noites fora de casa. Nasceu assim... A noiva, hoje esposa, confirmou que sabia que o caminho dela era esse, ao lado de um homem que sempre soube o que quer. Os filhos, entendem o pai...
Na vida, a única certeza que podemos ter é de quem somos. Defender a nossa posição, defender os nossos sonhos. Batalhar! Nunca permitir que alguém ridicularize os teus projetos e que minimize o teu coração. O que Deus dá, é abençoado. E nunca nos devemos envergonhar da nossa benção. Essa, é a única lei que Kelly segue na vida.

O sonho de artista, já há muito deixara de ser sonho e tornara-se realidade. Um sonho que lhe permitiu ser um bom marido, um bom pai. Um sonho que sempre lhe permitiu sentir-se completo. Hoje, o sonho é terminar advocacia. Kelly, aspira a defender a arte. Porque sem arte, digamos, Kelly nunca existiria.

Sem comentários:

Enviar um comentário